Segurança física

Proteja as pessoas, os ativos e a infraestrutura com conexões simplesmente melhores

Esteja você representando uma organização, instituição ou cidade, você precisa proteger as pessoas, os ativos e a infraestrutura em espaços públicos e privados. É provável que você neste momento esteja protegendo fisicamente seu espaço, seja por vídeo vigilância, gerenciamento de ativos ou controle de acesso. Mas você poderia estar fazendo muito mais.

Como impedir a perda de ativos? Como você pode oferecer suporte para câmeras de vídeo em 4K? Como você lida com as dores de cabeça de fornecer energia e conexão Ethernet a todos os dispositivos, especialmente a dispositivos externos?

A Ruckus e seus parceiros de ecossistema de segurança confiáveis estão aqui para ajudar. A mesma rede da Ruckus que fornece a conectividade a seus clientes, funcionários ou moradores da cidade também facilita a implantação de câmeras externas, torna o monitoramento de ativos simples e faz do controle de acesso sem fio algo acessível. 

Simplifique a complexidade de locais públicos

Locais públicos (centros de convenções, aeroportos, estádios, shopping centers, hotéis) têm, sem sombra de dúvida, os requisitos de segurança e conectividade mais complexos do que qualquer outro local. Um Wi-Fi consistente para os visitantes e para a equipe são os requisitos básicos. Se o objetivo for fazer com que os visitantes dos estabelecimentos voltem e permaneçam por mais tempo, esses locais precisam oferecer serviços como rastreamento de pessoas perdidas, wayfinding e processamento de transação de varejo mais simples. Nos bastidores, esses locais precisam de câmeras de segurança com ampla cobertura, controle de acesso consistente e uma forma de proteger ativos fixos contra roubos e danos. E tudo precisa estar seguro. A Ruckus oferece acesso de alto desempenho, seguro e confiável a aplicativos e serviços, independentemente do grau de dificuldade do ambiente: 

  • A interoperabilidade estabelecida com fornecedores de segurança como TrackR e Kontakt.io para monitoramento de ativos e geolocalização e PelcoAxis para câmeras IP de alta definição permite conectividade simples, segura e integrada e implantações de segurança.
  • Uma variedade de pontos de acesso (APs) internos, externos e para finalidades especiais proporcionam um desempenho excepcional do Wi-Fi para conectar pessoas e coisas, mesmo sob as condições mais adversas.
  • O software de gerenciamento de políticas e segurança da Ruckus Cloudpath pode proteger qualquer dispositivo físico, até mesmo dispositivos IoT como câmeras e terminais de pontos de venda.

Diminua a quantidade de cabos

Uma melhor segurança física significa um maior número de câmeras com maior resolução. Comprar mais câmeras é fácil. O difícil é instalar todas elas. Garantir uma largura de banda adequada que ofereça suporte para cada uma delas é ainda mais difícil. As inovações de acesso sem fio e com fio da Ruckus facilitam o oferecimento de conexões simplesmente melhores:

  • APs externos como o T710 são como atletas versáteis que oferecem uma velocidade incrível, PoE externo (não é necessário instalar um segundo cabo de alimentação) e um backhaul mesh com grande largura de banda, para que você não precise instalar um cabo Cat5/Cat6 em cada câmera.
  • Switches como o ICX 7150 discreto e sem ventoinha podem fornecer energia às câmeras que precisam de conexão Ethernet, com a capacidade de fornecer alimentação PoE e PoE+.

Use a tecnologia de rádio mais adequada

Nem todo sensor ou dispositivo de segurança funciona via Wi-Fi. Isso não significa que você precise de uma rede autônoma Bluetooth Low Energy (BLE), ZWave ou Zigbee . Você pode usar os mesmos APs da Ruckus que oferecem as melhores conexões WiFi para conectar praticamente qualquer dispositivo físico de segurança. 

  • APs internos como o Ruckus R710, R610 e H510 são equipados com portas USB que podem ser usadas para dar suporte a várias opções de conectividade IoT, como BLE, ZWave e Zigbee.

Gerencie seus ativos e elimine perdas

Se você não sabe aonde estão seus ativos, com certeza alguns irão desaparecer. A Ruckus oferece duas maneiras de monitorar seus dispositivos onde quer que eles estejam:

  • A tecnologia Smart Positioning Tecnology (SPoT) da Ruckus fornece pontos fixos de localização para os dispositivos Wi-Fi de clientes. Junto com a tecnologia SPoT há um aplicativo de monitoramento de ativos que permite rastrear qualquer ativo habilitado por Wi-Fi, com alertas que informam se o ativo saiu de um perímetro predefinido.
  • Os APs da Ruckus trabalham em parceria com produtos da TrackR e Kontakt.io para oferecer um monitoramento de ativos BLE baseado em tag em áreas amplas com baixo custo por unidade. A identificação de ativos exclusiva combinada com algoritmos de computação avançados nos APs da Ruckus permite a detecção de movimentação de ativos em tempo real, mapeando uma sala/andar/prédio/campus e permitindo a colocação de uma cerca virtual detalhada.

802.11ac X 802.11n

Tecnologias sem fio gerais

O que significa:

802.11 é uma linha de padrões sem fio criada pelo Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE). 802.11n é a versão antiga do WiFi, lançada em 2009. Ele superou as versões anteriores do WiFi com vários rádios, técnicas avançadas de transmissão e recebimento e a opção de usar o espectro de 5 GHz; tudo isso produz uma taxa de dados de até 600 Mbps.

O 802.11ac, apresentado em 2014, é a última geração. Ele adiciona canais mais amplos e a capacidade de utilizar até oito fluxos de dados ("fluxos espaciais") com downlink que utiliza técnicas de várias entradas e várias saídas de multiusuário (MU-MIMO) para transmissão simultânea em até quatro dispositivos. Essas são as mudanças feitas no padrão anterior que rendem uma taxa de dados máxima de mais de 3 Gbps e que será ainda maior no futuro. Também opera exclusivamente na faixa de frequência mais limpa e rica em recursos de 5 GHz.

Por que isso é importante:

A tecnologia mais antiga 802.11n agora está amplamente implantada e ainda faz um bom trabalho para muitas aplicações. Mas, se você está implantando a infraestrutura sem fio hoje, especialmente em uma implantação nova, em "terreno inexplorado", o 802.11ac é a escolha certa. Você pode ter ouvido algumas reclamações sobre os ganhos de taxa de transferência reais do 802.11ac não fazerem jus às expectativas. E às vezes isso era verdade quanto aos primeiros produtos. Mas, a segunda geração do 802.11ac, conhecida como "Wave 2", oferece grandes vantagens sobre o 802.11n, com espaço para crescimento. No entanto, para obter o máximo do 802.11ac, você precisa de soluções criadas com sólidas bases sem fio, design de rádio criterioso e antenas muito boas.

802.11ac Wave 2

O que significa:

802.11ac Wave 2 é a mais nova versão do padrão de WiFi mais recente. Ele se baseia na tecnologia 802.11ac de primeira geração, oferecendo taxas de dados mais rápidas e a capacidade de comunicação com quatro clientes diferentes simultaneamente, ao invés de apenas um de cada vez.

Por que isso é importante:

Desde sua implantação em 2015, o 802.11ac Wave 2 tornou-se a tecnologia de WiFi favorita, com um crescimento de dois dígitos em seus dois primeiros anos após o lançamento. Com velocidades sem fio tão rápidas quanto as redes com fio ou até mais rápidas, muitas empresas agora usam esse padrão como a principal maneira de se conectar à LAN.

A Ruckus aderiu cedo ao 802.11ac, oferecendo um dos principais pontos de acesso Wave 2 e o primeiro ponto de acesso externo Wave 2 disponível comercialmente do setor. Hoje, oferecemos um dos maiores portfólios de Wave 2 do mercado. Por meio da combinação da capacidade de Wave 2 com nossos avanços tecnológicos em inteligência Smart WiFi e design de antena, estamos realizando o sonho do 802.11ac super-rápido em milhares de locais no mundo todo.

Rastreamento de ativos

Localização e análise

O que significa:

O rastreamento de ativos é uma forma de manter o controle da localização de um dispositivo usando WiFi, tags de ID de frequência de rádio (RFID) ou uma combinação de ambos.

Por que isso é importante:

Muitas organizações, especialmente escolas, hospitais e outros locais com grandes campi, possuem muitos equipamentos caros que são movimentados o tempo todo. Sejam eles tablets ou notebooks usados por alunos e professores, equipamentos audiovisuais ou equipamentos clínicos ou de laboratório, as organizações querem ser capazes de saber onde seus ativos estão localizados. As tecnologias sem fio modernas oferecem duas maneiras de fazer isso. Para dispositivos conectados à rede WiFi, você pode usar ferramentas de localização e posicionamento WiFi para ver sua localização. Para ativos com uma tag RFID, você pode usar ferramentas semelhantes que usam beacons de baixa energia Bluetooth (BLE) para rastreá-los. Se está usando uma Ruckus Smart Positioning Technology (SPoT), você pode fazer ambos. Basta abrir o recurso localizador no painel do SPoT Analytics, digitar o endereço MAC exclusivo do dispositivo, e você pode:

  • Identificar instantaneamente o local de qualquer dispositivo em tempo real
  • Ver mapas de calor de onde os dispositivos estiveram e quanto tempo passaram nesses locais
  • Configurar alertas para quando os dispositivos entram em um local ou saem dele, a fim de reduzir perdas e roubos
  • Suportar publicidade baseada em localização, navegação e outros serviços
  • Identificar melhor a localização dos usuários durante uma emergência

Tecnologia de antena adaptável BeamFlex

Otimização do desempenho

O que significa:

Sistemas de antenas adaptativas inteligentes e compactas com vários elementos que manipulam eletricamente as propriedades das antenas, a fim de criar padrões de antena ideais para cada dispositivo com o qual elas se comunicam.

Por que isso é importante:

Antenas sem fio tradicionais são "omnidirecionais" (irradiam sinais em todas as direções) ou "direcionais" (irradiam sinais em uma direção). A tecnologia de antena adaptativa BeamFlex da Ruckus tem uma abordagem mais adaptável. A tecnologia BeamFlex permite que o sistema de antenas em um AP da Ruckus mantenha uma capacidade sensorial e de otimização contínua para seu ambiente.

Este sistema de antenas ameniza problemas de interferência de rádio, ruído e desempenho da rede, além de melhorar os fluxos de aplicações. Os resultados:

  • Melhor desempenho e alcance
  • Comunicações por vídeo e voz extremamente claras
  • Maior eficiência energética

BeamFlex+ é um aprimoramento à tecnologia de antena adaptativa BeamFlex da Ruckus que oferece suporte adaptável a dispositivos móveis. O BeamFlex+ permite que as antenas se adaptem à orientação do dispositivo do cliente, bem como ao local.

Beamforming

Otimização do desempenho

O que significa:

O beamforming é uma técnica que os APs usam para concentrar seus sinais de rádio na direção dos clientes com os quais estão se comunicando, a fim de ganhar melhor capacidade e taxa de transferência. O "beamforming" e a tecnologia "BeamFlex" da Ruckus não são a mesma coisa.

Quando a maioria dos fornecedores de tecnologia fala sobre beamforming, eles falam de "beamforming de transmissão" (TxBF), que é obtido através de processamento de sinal, integrado ao chip do AP. Em contraste, a tecnologia BeamFlex+ da Ruckus concentra sinais de rádio usando antenas adaptativas inteligentes. O BeamFlex+ não é parte do chip padrão do setor. Nós adicionamos esse recurso, que funciona no nível da antena, e somos o único fornecedor que o implementou com sucesso.

Por que isso é importante:

Quando os APs enviam seus sinais diretamente para os clientes, os sinais são mais fortes (melhor taxa de transferência), e o espaço aéreo geral é mais limpo (menos interferência de sinais saltando por todo lado). Todos podemos concordar que o beamforming é algo positivo. Mas alguns vendedores afirmam que o TxBF é tudo de que você precisa. Isso não é verdade.

O beamforming de transmissão requer o feedback do cliente, o que significa que os dispositivos devem suportar o protocolo TxBF para se beneficiarem dele, e muitos não suportam. Os transmissores que usam o TxBF também não podem usar a multiplexação espacial ao mesmo tempo (outra técnica amplamente utilizada para obter mais capacidade no mesmo espaço aéreo).

Com o revolucionário BeamFlex da Ruckus e a tecnologia de antena adaptativa BeamFlex+, você pode oferecer benefícios a todos os clientes. Assim, seu espectro de RF fica muito mais limpo, e sua rede proporciona melhor taxa de transferência e confiabilidade. Quer usar os dois? Você pode. As tecnologias BeamFlex e BeamFlex+ acrescentam benefício sobre qualquer tecnologia de beamforming que possa ser implementada no chip.

Tecnologia Ruckus Campus Fabric

Otimização do desempenho

O que significa:

Com base na tecnologia aberta definida pelo IEEE, 802.1BR Bridge Port Extension padrão, o Ruckus Campus Fabric integra switches premium, intermediários e básicos ao reunir o acesso à rede, a agregação e as camadas principais em um único domínio que compartilha serviços.

A ponte de controle e um extensor de porta são os elementos de base de um Campus Fabric. A agregação/camada principal tradicional é substituída por switches que agem como a ponte de controle que é o cérebro de toda a tecnologia do Campus Fabric. A camada de acesso é substituída por switches que operam no modo de extensor de porta; esses switches proporcionam a conectividade com PCs, laptops, telefones IP e outros dispositivos de acesso. A ponte de controle se comunica com os dispositivos extensores de porta usando protocolos definidos pelos padrões IEEE 802.1BR.

Por que isso é importante:

As redes de acesso tradicionais são altamente ineficientes e inflexíveis, o que exige que as equipes de rede se conectem com cada dispositivo de rede individualmente para fornecer recursos, aplicar alterações nas configurações e implantar políticas de rede.

Diferente do design de rede de três camadas tradicional, o Ruckus Campus Fabric comprime a rede em um único dispositivo lógico. Este design centraliza o controle, simplifica a implantação e o gerenciamento de serviços e evolui de uma forma que facilita o crescimento. Todos os links entre os switches permanecem ativos o tempo todo e o tráfego fica balanceado. Os resultados são:

  • Desempenho otimizado
  • Maior resiliência
  • Implantação de um serviço de rede mais rápido

Soluções e produtos relacionados

Seleção de canal avançada ChannelFly

Otimização do desempenho

O que significa:

A tecnologia de gerenciamento dinâmico de canais ChannelFly nos APs da Ruckus melhora o desempenho sem fio por meio da alternância dinâmica de um cliente para um canal melhor quando o canal que ele está usando começa a perder qualidade.

Por que isso é importante:

Os produtos de WLAN mais modernos podem mudar o canal de um cliente quando o canal que ele está usando fica congestionado com interferência ou muitos dispositivos. Mas não há motivo para mudar de canal, a menos que você saiba que o novo canal realmente fornecerá mais capacidade. E a maioria das estratégias de gerenciamento de canal não faz um ótimo trabalho de previsão. A tecnologia ChannelFly avalia todos os canais disponíveis para medir a melhoria da capacidade real que cada um pode oferecer antes de direcionar o AP para mudar de canal.

A tecnologia ChannelFly foi originalmente desenvolvida para uso em ambientes de WiFi de operadora, nos quais os canais são altamente congestionados. Mesmo nessas condições públicas densas, ela melhora em muitas vezes a capacidade de rede e AP em segundos, automaticamente.

Arquivos

Rede Mesh e SmartMesh

Otimização do desempenho

O que significa:

Você não está louco se pensa que redes sem fio devem ser... sem fio. Mas em WLANs tradicionais, você ainda precisa conectar cabos a cada AP. Em redes mesh, APs individuais conectam-se uns aos outros sem o uso de fios.

Por que isso é importante:

Quem não gostaria de eliminar a necessidade de usar cabos Ethernet caros nas instalações? Mas o trabalho de redes mesh nas empresas não é tão simples assim. Tradicionalmente, é preciso fazer configurações complexas, e tem sido difícil garantir uma conectividade consistente e confiável.

Com a tecnologia SmartMesh Networking da Ruckus, trouxemos as redes mesh a nível empresarial. Em vez de navegar por configurações complexas para cada AP, basta marcar uma caixa de seleção. A malha se forma automaticamente. E com a tecnologia BeamFlex, os APs podem mudar padrões de antena dinamicamente, pacote por pacote, a fim de se adaptar às condições e garantir uma conexão sólida. As empresas obtêm redes mesh de formação e reparo automáticos pela metade do tempo e do custo de implantações sem fio tradicionais.

OpenG

O que significa:

O OpenG é uma inovação tecnológica da Ruckus que melhora a cobertura e a capacidade da rede celular no interior de edifícios, onde a conexão através da cobertura por redes macro convencionais é um desafio. Ele combina novos recursos de espectro compartilhado coordenado (CSS) com tecnologias de pequenas células (small cells) para trazer conectividade celular licenciada para os espaços internos. Nos Estados Unidos, as soluções OpenG usam o espectro de 3,5 GHz de acordo com as regras do Citizens Broadcast Radio Service (CBRS) definidas pela Federal Communications Commission. A Ruckus é participante ativa de um grupo de líderes do setor de tecnologia sem fio, trabalhando para desenvolver, comercializar e promover soluções que utilizam o CBRS. (Leia o comunicado aqui.)

Por que isso é importante:

Tradicionalmente, o serviço de rede móvel celular tem duas possibilidades: os usuários se conectam a redes móveis de celular do tipo macro em ambientes externos e utilizam o WiFi em ambientes internos, onde os sinais de celular são mais fracos. Se você já esteve no meio de uma ligação e entrou em um edifício ou em um estacionamento, sabe por que isso é um grande problema. Em muitos edifícios, especialmente em novas construções, os serviços de celular que operam pelo espectro de rádio licenciado simplesmente não conseguem penetrar em todos os lugares em que os usuários precisam. Especialmente nas áreas mais profundas dos edifícios, você acaba enfrentando "zonas mortas" de cobertura celular, quedas de chamadas e usuários frustrados.

Com o surgimento da convergência de LTE-WiFi e do CSS, tudo está mudando. Soluções como o OpenG da Ruckus permitem que provedores de serviços e empresas implantem soluções de pequenas células (small cells) de "host neutro" no interior de edifícios, a fim de estender a conectividade celular para lugares que ela não alcançaria antes. O resultado: melhor cobertura em ambientes internos, usuários mais satisfeitos e novas oportunidades de negócios para serviços gerenciados sem fio.

Integração de dispositivo segura e Cloudpath

Segurança e integração

O que significa:

Não estamos mais em 2005; não há nenhuma razão para que a integração de dispositivos sem fio não seja altamente segura e simples. O software Ruckus Cloudpath facilita a integração segura para empresas, órgãos governamentais e instituições educacionais.

Por que isso é importante:

Hotspots de WiFi público são uma excelente forma de melhorar a satisfação do visitante e do convidado. Eles têm a capacidade de manter as pessoas no local por mais tempo, geram lucros diretos e indiretos ou simplesmente oferecem uma experiência de local ou campus melhor. Mas na maioria das vezes, os hotspots públicos não oferecem nenhum tipo de proteção de segurança, nem mesmo criptografia. Cada vez mais usuários entendem os riscos de segurança inerentes aos hotspots desprotegidos e, portanto, são mais hesitantes em usá-los. Se eles optam por usar esses hotspots, é provável que seja somente para um conjunto limitado de atividades. Isso diminui o valor que motivou a implementação do WiFi público.

A integração segura usando o software Cloudpath permite que os convidados se conectem facilmente e com segurança a hotspots públicos. Os convidados fazem a integração uma vez e migram para qualquer hotspot configurado no mesmo consórcio de roaming. Depois que os convidados se associam à WLAN, eles são direcionados a um portal da Web, onde podem optar pelo acesso seguro ou aberto. Com a Ativação de Dispositivo Automatizada (ADE) patenteada, o dispositivo é protegido em segundos. Tudo isso contribui para conexões simplesmente melhores e experiências do usuário fantásticas.